Diretoria

Fernando Deddos é professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
Gravou o primeiro disco integralmente dedicado ao eufônio no Brasil, o EuFonium
Brasileiro, premiado como o melhor disco do biênio pela Associação Internacional de
Eufônios e Tubas (ITEC, Arizona, 2010). O portal VivaMúsica! declarou: “Deddos é um
desses artistas poderosos cuja paixão por seu instrumento é capaz de nos iluminar com
uma música inesperada e bela.. o disco é uma revelação comovente.. precisa ser aceito
e mantido por perto, ao alcance da mão, do cotidiano.”
Deddos é artista e professor convidado frequente em festivais internacionais de
música, e atua(ou) como eufonista e pianista com o Duo Primo (Danilo Koch,
percussão), Duo Grego (Perdro Alliprandini, clarinete), Duo Bombardas (Albert Khattar,
tuba) e Duo Corpo de Lata (Rodrigo Capistrano, sax). Suas obras são interpretadas nos
cinco continentes e circulam entre a música de concerto, popular e projetos
interdisciplinares, destacando parcerias com Christoph Hartmann (Filarmônica de
Berlim), Trio de Trombones da Concertgebouw Orchestra, Demondrae Thurman, Sergio
Carolino, Steven Mead, Misa Mead, Brass Hexagon, James Gourlay, River City Brass,
Albert Khattar, Miltinho Vieira, Posaune Decuple (com músicos da New York
Philharmonic e Philadelphia Orchestra), dentre outros. Em 2016 estreou seu Concerto
para Eufônio com a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, interpretado em 2020 pela US
Army Symphony tendo o próprio compositor como solista. Em 2017, A Orquestra
Filarmônica do Uruguai estreou o Concerto Grosso para Quinteto de Metais e
Orquestra. Em 2019, o Concerto para Eufônio recebeu o prêmio Harvey Phillips da ITEA
por excelência em composição. Em outubro de 2020, seu trabalho composicional foi
destaque na Revista Concerto. Lançou recentemente o disco Chamber Works for Brass
and Guests, onde atua somente como compositor. Em sua rotina de vivências, ainda
atua regularmente como convidado de projetos musicais diversos, colaborando como
pianista ou eufonista, e arranjador/compositor. As parcerias vão de grupos de choro,
tango, blues à rock e música experimental.
Deddos é doutor em artes musicais pela University of Georgia, onde atuou como
pesquisador do programa de interdisciplinaridade em artes (ICE), mestrado em
performance pela Duquesne University e graduação em Composição e Regência pela
Escola de Música e Belas Artes do Paraná (Unespar). É presidente da ETB –
Associação de Eufônios e Tubas do Brasil e artista da Adams Instruments (Holanda).

Deddos.jpeg
Fernando Deddos
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • YouTube

Presidente

Albert.jpg
Albert Khattar
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • YouTube

Vice-Presidente 

Albert Savino Khattar é professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e professor
colaborador do Instituto Carlos Gomes de Belém.
É professor convidado em diversos cursos de música pela América do Sul, América do Norte,
Europa e África. Sendo convidado para o Festival Trombonanza, Encuentro Internacional de
Low Brass Manizales, Festival de Inverno de Campos do Jordão, Italian Brass Week, Festival
Internacional de Música Sesc-Pelotas, Festival Música nas Montanhas, Curso de Férias de
Tatuí, Painéis Funarte, Oficina de Música de Curitiba, I Encontro de Tuba e Eufônio da África do Sul, entre muitos outros. Incluindo também classes em diversas universidades nacionais e
internacionais como University of North Georgia (EUA), Faculdade de Artes-Universidad de
Chile, Universidad de Villa Maria (Argentina), Universidade Federal do Rio Grande do Norte,
Universidade Federal de Goiás, entre outras.
Albert desenvolve um intenso trabalho de recitais e concertos como solista, apresentando-se
por diversos países na América do Sul, América do Norte, Europa e África. Atuou como solista frente à Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí, Orquestra Sinfônica Unisinos, Orquestra Sinfônica de Santo André, Orquestra Contemporânea do Ceará, Orquestra Sinfônica da Província Santa Fé, Banda Sinfônica da UFRJ, Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí, entre outras. Além disso, vem realizando estreias mundiais de diversas obras -muitas delas escritas e dedicadas a ele- pelos compositores Gerardo Gardelin, José Ursicino da Silva “Duda”, Fernando Deddos, Liduino Pitombeira, João Victor Bota, Peter Koval, Beetholven Cunha, Gilson Santos, Marcel Castro Lima, Rodrigo Cicchelli entre outros. Suas gravações, sejam concertos gravados ao vivo ou o CD “Tuba Brasilis”, são constantemente transmitidos pelas rádios MEC-RJ e Rádio Cultura-SP.
Foi Tuba Solo da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e da Orquestra Sinfônica de Santo André, além de ter sido professor visitante do Conservatório de Tatuí.
Atualmente é doutorando em música na Unicamp, aprofundando sua pesquisa sobre a tuba no Brasil. É Mestre em Música pela Unicamp, com uma pesquisa inédita sobre a história da tuba no Brasil e o repertório brasileiro para tuba solo. Possui Bacharelado em Tuba pela Faculdade Mozarteum de São Paulo. Anteriormente, estudou no Conservatório Dr. Carlos de Campos de Tatuí e no Conservatório Maestro Fêgo Camargo em Taubaté. Albert teve como principais professores, Donald Smith e James Gourlay.
Com seu contínuo trabalho pelo desenvolvimento da Tuba no Brasil, Albert é Vice-Presidente e membro fundador da Associação de Eufônios e Tubas do Brasil – ETB, constituída em outubro de 2016.
Seu CD “Tuba Brasilis” é o primeiro álbum brasileiro de tuba, sendo este disco recebido com
grande sucesso pela crítica especializada.

Bruno Brandalise Leonardi, natural de Ponta Grossa, iniciou seus estudos musicais aos dez anos na banda marcial do Colégio Sagrada Família, onde hoje atua como professor de Tuba, professor de Tuba e Eufônio da Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP- UNESPAR) de 2015 a 2019, professor assistente da Banda Sinfônica da EMBAP-UNESPAR, tubista da Bananeira Bras Band,tubista da Orquestra à Base de Sopros de Curitiba, tubista também do Quinteto de Metais CWBrass.  

Acompanhou como tubista o tenor espanhol José Carreras, Toquinho, tubista da Orquestra Eruditu Philarmonic Orquestra, participou como artista convidado de orquestras como a Orquestra Sinfônica do Paraná e da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre.

Artista convidado da I, II e III Conferência da ETB (Eufônios e Tubas do Brasil), palestrante da I Conferência Sul Americana da ITEA. Professor convidado do III e IV Encontro de Tuba e Eufônio Valmir Vieira em João Pessoa - PB. Atuou como professor na Oficina de Música de Curitiba, Festival de Música de Cascavel.

Formado em Licenciatura Plena em Música na Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Mestre em Música pela UFPR com a pesquisa “Um Panorama Do Ensino Superior da Tuba no Brasil”.  Já participou de aulas e workshops com músicos como, Albert Khattar, Fernando Deddos, Marcos dos Anjos, Silvio Spolaore, Jeff Baker (EUA),Tim Beringer(EUA), Charles Vernon(EUA), Adam Frey(USA) dentre outros.

Bruno.jpg
Bruno Brandalise
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • YouTube

Tesoureiro

Coordenação de Orquestra & Banda

Popo.jpeg
Luiz Ricardo Serralheiro (popo)
  • Instagram
  • Facebook ícone social

Coordenador da Área  de Orquestra

Tubista ,formou-se na Escola municipal de musica de São Paulo na classe do Prof. Dráuzio Chagas, posteriormente graduou-se na Faculdade Mozarteum de SP e se especializou com os prof. Roger Bobo e Anne Jelle Visser em Florença (Italia).
Atuou como Principal Tubista da Orquestra Sinfonia Cultura (Orquestra de radio e Tv Cultura), Orquestra Sinfônica do Estado de SP (OSESP), Banda Sinfônica do Estado de SP, Orquestra Filarmônica de São Bernardo do Campo ,além de Tubista convidado da Orquestra Sinfônica de USP (OSUSP), Bachianna Filarmônica , Camerata Aberta, entre outras.
Atualmente é principal tubista da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, onde desenvolve grande pesquisa no repertório orquestral, tanto sinfônico como operístico.
Na área pedagógica é considerado um dos professores mais atuantes do Brasil, sendo professor da Escola municipal de musica de SP, Escola de musica do Estado de SP, Faculdade Mozarteum de SP, Academia de Tubas do projeto NEOJIBA (Salvador /Bahia) e
do Instituto Baccarelli, além de ser convidado para inúmeros festivais, simpósios e encontros musicais.
Exerce grande atividade no mercado fonográfico Nacional e também Junto a Orquestra Sinfônica de SP participou do projeto da gravação da integral das Sinfonias de Villa Lobos e Prokofiev, além de vários outros títulos premiados. Apresentou-se nos principais Palcos da Europa ,Estados Unidos e América do Sul e hoje desenvolve um trabalho solista para
divulgação e desenvolvimento da Tuba no Brasil.

Bacharel em Euphonium pela Faculdade Mozarteum de São Paulo e formado em Regência
pelo Conservatório de Tatuí na classe do maestro Dario Sotelo, Iniciou seus estudos aos 10
anos com seu pai na igreja Assembleia de Deus. Teve aula com renomados Professores como: Steven Mead, Adam Frey, David Childs, Demondrae Thurman, Wilson Dias e Fernando Deddos.
Participou como artista convidado de diversos festivais nacionais e internacionais.
Como músico convidado atuou nas principais orquestras do país, como: Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, Orquestra Sinfônica de Campinas,
Orquestra Sinfônica da Unicamp, Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo.
Atuou também nas duas principais Bandas Sinfônicas do país, Banda Sinfônica do Estado de São Paulo e Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí.
Participou em 2014 da Conferência “The Midwest Clinic” em Chicago - EUA.
Em 2017 atuou como solista convidado da University of Minnesota em Duluth - EUA, a convite do maestro Mark Whitlock.
Atualmente é músico da Banda Sinfônica de Nova Odessa, Big Band na Gaveta e professor de Euphonium e regente da Banda Sinfônica e Banda Sinfônica Infanto Juvenil do Conservatório
de Tatuí. É artista Adam’s Brazil.

Foto 26-05-2019 20 23 57 (1).jpg
Marco Almeida
  • Instagram
  • YouTube

Coordenador da Área  de Banda

Coordenação da Área Militar

Otoniel.jpeg
Otoniel Santos
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • YouTube

Coordenador da Área  Militar

Natural da cidade de Curitiba-PR, iniciou seus estudos musicais aos 8
anos de idade na Igreja Assembleia de Deus. Aos 13 anos passou a integrar a
Banda Marcial de São José dos Pinhais onde iniciou seus estudos com o
Professor Fernando Deddos. Foi aluno, ainda em Curitiba, do Professor Silvio
Spolaore (OSIMPA).
Participou de diversos festivais de música como: Oficinal de Música de
Curitiba, Festival de Música de Londrina, Festival Internacional de Música da
Cidade de Pelotas, Conferência Regional-Sul de Tubas e Eufônios,
Trombonanza (Santa Fé – Argentina) e ITEC (International Tuba and
Euphonium Conference) na cidade de Linz – Áustria.
Atuou como solista junto à Banda Sinfônica do Festival de Música da
Cidade de Londrina, Banda Sinfônica da EMBAP, Banda Sinfônica da XXXI
Oficina de Música de Curitiba, Banda Sinfônica Jovem de Goias e Orquestra
Sinfônica do Conservatório de Tatuí.
Foi vencedor do concurso de solistas do Festival de Música de Curitiba
no ano de 2011 e do concurso realizado pela Fundação Padre Anchieta, na
categoria “solista”, do programa Pré-Estreia (TV Cultura), no ano de 2012.
Ainda em 2012 foi laureado com o segundo prêmio na categoria “Jovem Solista
de Euphonium” no ITEC (International Tuba and Euphonium Conference) na
cidade de Linz – Áustria.
Participou de vários grupos musicais na cidade de Curitiba como:
Paranabrass, Orquestra de Metais e Percussão Gênesis e como músico
convidado da Orquestra Sinfônica do Paraná. Também foi músico da Banda
Filarmônica do Rio de Janeiro.
Foi instrutor no Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo, do
Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos Músicos do Corpo de Fuzileiros
Navais da Marinha do Brasil no de 2017, além de ser artista convidado
recorrente do Encontro Nacional de Tubas e Eufônios da ETB (Eufônios e
Tubas do Brasil).
Atualmente é artista da empresa holandesa de instrumentos musicais
Adams, além de sargento músico do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha
do Brasil.

Coordenação da Educação & Universidades

Natural de São Caetano - PE, iniciou seus estudos musicais em um Projeto Social " Os
meninos de São Caetano/ PE" com o maestro Mozart Vieira.É professora de tuba/eufônio da
UFPB. É mestre em educação musical e bacharel em tuba, ambos pela UFPB. Possui também
Especialização em Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Metodologia do Ensino de Música
(IBPEX), Centro Universitário Internacional (UNINTER - 2010).

Atua também como tubista em outros grupos camerísticos, além do GIB, como o Grupo de Metais Nordeste/UFPB e Sexteto
Brassil/UFPB. Atualmente é Coordenadora do Grupo de Tubas e Eufônio (EuTuPB) e do
Encontro de Tubas e Eufônios Valmir Vieira da UFPB desde de 2015.

Iris.jpg
Iris Vieira
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • YouTube

Coordenador da Área  da Educação/Universidades

Coordenação da Comunicação

Natália.HEIC
Natália Porto Coimbra
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • YouTube

Coordenador da Área  da  Comunicação

Eufonista e trombonista natural de Patos de Minas, Bacharel em Trombone pela UFMG, classe do Marcos Flávio Freitas. Iniciou seus estudos musicais na Banda Marcial do Colégio Marista Dom Silvério em 1998. Estudou um ano na Dripping Springs High School (Texas-USA) onde participou de vários grupos incluindo a 2002 Texas All Region Band e ganhou vários prêmios. Ganhadora do Concurso Jovem Solistas da Banda Sinfônica da UFMG de 2006.  Participa regularmente de festivais e encontros nacionais e internacionais e já fez aula com professores renomados como Steven Mead, Øystein Baadsvik, Patricio Cosentino, Jay Friedman, Brandt Attema, Wagner Polistchuk, Wilson Dias, Radegundis Feitosa, Jacques Mauger, Rafael Rocha, Nilsinho Amarante, entre outros.  Professora particular de eufônio e trombone, já foi professora do projetos da Tim, em Florestal, em Cataguases, entre outros.  Foi integrante da Banda de Música Nossa Senhora do Carmo de Betim, chefe de naipe e professora da Banda do PRONATEC, Big Band da Pró Music, Big Band do Palácio das Artes, Capela Nova Jazz Orchestra, trombonista convidada da OSMG, Orquestra da Fundação Casa dos Carneiros de Elomar Fiqueira, Quarteto Coisa Rara, Tubomsax, Benedito Esporte Fino, Orquestra Cabaré, Gafieira Groove, Diretas Djah, Veríssimo e os Gigantes,  Bloco da Alcôva, Banda Sagrada Profana, entre outros.  Atualmente é integrante da Banda Sinfônica do CBMMG, Orisun, Bora!, Coral de Trombones e Tubas da UFMG, Manteigada, Unión Latina, Fanfarra Feminina Sagrada Profana, Bloco do Sustenido, Magnólia, A Roda de Timbau, Havayanas Usadas e Luz de Tiêta.

Formada pela ETEC das Artes de SP em Técnico de Instrumento Musical e Conservatório de Tatuí, sob Orientação de Vagner Santos, Marco Antônio de Almeida Junior e Nelson Pichinni.
Iniciou seus estudos musicais aos 10 anos de idade  com Wanderson Benedito Mariano no Projeto de musicalização na cidade de Salto de Pirapora no escola  Dr Afonso Vergueiro. Mais tarde passou a ter aulas no Conservatório Musical Davino Tardello da Silva -Piedade SP, sob orientação do professor Bruno Santos. Enquanto estudante ingressou em diversas bandas paulistas como Banda Carlos Gomes – Sorocaba-SP, Banda Dimas de Mello – Sorocaba-SP,  Banda Lyra São João Batista – Salto de Pirapora SP, Banda Sinfônica  & Conjunto de Metais do Conservatório de Tatuí. Em sua trajetória participou dos mais importantes festivais de música, oficinas, masterclass e Workshop sob orientações de professores de renome nacional e  internacional.  Foi selecionada para o Programa PRELÚDIO da TV Cultura, no ano de 2017. Como musicista-convidada atuou e se apresentou  com o Conjunto de Metais do Conservatório de Tatuí, Banda Sinfônica da FUNDEC Sorocaba, Grupo de Percussão do Conservatório de Tatuí, Orquestra Filarmônica Jazz Senai Sorocaba. Enquanto artista-convidada, ministrou aulas na banda marcial da escola SESI/SENAI Sorocaba.
Tratando - se  de Música de Câmara, tem uma vasta experiência, ganhando até concursos na área e já integrou grupos desde Duo MABASS (Eufônio e Percussão), Duo Eufoniando (dois eufônios) e Junção Low. (quarteto de tubas & Eufônio), Oktetubão (Octeto de Tubas do Conservatório de Tatuí)
Já esteve enquanto Solista à frente de grupos sinfônicos, tais como: Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí –SP, Conjunto de Metais do Conservatório de Tatuí, Grupo de Percussão do Conservatório de Tatuí e Banda Marcial de Iperó, Orquestra Filarmônica Jazz Sesi Senai Sorocaba.
Atualmente é arranjadora residente, chefe de naipe e maestrina auxiliar na Orquestra Filarmônica Jazz Sesi Senai Sorocaba, Trombonista titular da Camera Les Ensembles (Tatuí) proprietária da Academia de Música - Salto de Pirapora (SP), artista HS Musical.

IMG_0331.JPG
Andressa Luz
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • YouTube

Equipe de Comunicação

WhatsApp Image 2021-05-19 at 11.15.28.jp
Caio Ramires
  • Instagram
  • YouTube

Equipe de Comunicação

Bacharel em Jornalismo pela FAC (Faculdade Cearense), Especialista em Semiótica Aplicada à Literatura e áreas afins pela UECE (Universidade Estadual do Ceará), Graduando em Música pela UECE. Faz parte do corpo musical da Banda Sinfônica da UECE (BSUECE) e Orquestra Sinfônica da UECE (OSUECE), sob a regência, respectiva, de Marcio Landi e Alfredo Barros.

Integra os seguintes grupos de pesquisa; IRIM – Investigação e Regência Musical (UECE), o qual coopera diretamente com o núcleo de produção sobre o conceito de Performance, Composição (UECE), LICCA – Laboratório de Investigação em Corpo, Comunicação e Arte (UFC).

Iniciou seus estudos musicais na Banda de Música do CEFET-CE, Participou de diversos festivais, tais como; Festival Eleazar de Carvalho (2006 a 2011), tendo como professor Valmir Vieira (Orquestra Sinfônica da Paraíba), Gian Marco de Aquino (Orquestra Municipal de São Paulo); Festival Música na Ibiapaba (2006 a 2010), tendo como professor, Adriano Giffone, Junior Primata e Miqueias dos Santos (contrabaixo elétrico); Mestres do Sopro (2013 e 2014), tendo aulas com Albert Khattar (UFRJ), Rafael Mendes (OSESP) e Richard White (The University of New Mexico).

Participou de alguns projetos musicais de importância para a criação e desenvolvimento de alguns projetos de caráter sinfônico e camerístico na cidade de Fortaleza – CE, tais como; Orquestra Contemporânea da UECE, Banda de Música da UECE, Dixieland-Band. Executou alguns solos; Paraquedista, no palco principal da Igreja do Céu, realizado no festival Música na Ibiapaba; Lebedev de Alexey Lebedev (2012), acompanhado da pianista Michele Lucena no palco principal do Teatro José de Alencar.

No currículo artístico, tem a honra de ter trabalhado com alguns artistas de nome nacional e internacional, tais como; Maestro Silvio Barbato (2007), Maestro Maurizio Colasanti (2008), Gabrile di Lorio (2008), Zé Menezes (2011), Marina de La Riva (2012), Toquinho (2018), Roberto Minczuk (2019).

Também atuou na produção e curadoria de Encontros, Conferências e Festivais de bandas, tais como; Festival “Zuada”, foi realizado no Intercom 2012 (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação) sediado na UNIFOR, SIRIM – Simpósio de Investigação e Regência Musical (2017),

Atuou na produção da última turnê do tenor espanhol José Carreras, intitulada “A Life in Music”, realizada no Centro de Eventos (2017). Integrou o corpo musical do grupo folclórico Bale Arte Popular de Fortaleza na Tour France – 2018.

Atualmente, além de integrar o corpo musical da BSUECE e OSUECE, também faz parte dos seguintes grupos; Ceará Brass Quinteto, Big Band UNIFOR, Bigband Ferreira Jr e Assaré Band e o projeto Choro Grande Banda da UECE.

Coordenação da Biblioteca

Silas Barreto, natural de Natal - Rio Grande do Norte. Eufônista, Trombonista, Compositor e Arranjador. Possui Mestrado em Música (2019), Graduação em Bacharelado em Música (2013) e Técnico em Música (2009 e 2019) pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Atua como como professor de eufônio, trombone e teoria musical e músico instrumentista (trombone/Bombardino) da Banda de Música Tenente Djalma Ribeiro da Silva em Ceará-Mirim/RN.

WhatsApp Image 2021-05-19 at 09.52.35.jp
Silas Barreto
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • YouTube

Bibliotecário da ETB

Anfitrião da Conferência 2022

beto2.jpeg
Alberto Dias
  • Facebook ícone social
  • YouTube

Anfitrião de Conferência

Alberto Dias é professor da EMUFPA- UFPA atuando nas classes de Tuba, Eufônio,
Prática de Banda e Composição e como coordenador do colegiado de Composição. É
mestre em música na modalidade de práticas interpretativas, pela UNICAMP e bacharel
nos cursos de Tuba e Composição também pela UNICAMP. Como instrumentista,
estudou com os professores Edison Donizete Leite Penteado, Raymundo Ferraz, Paulo
César da Silva, Wilson Dias e Marcos dos Anjos Jr.
Foi Tutor Virtual na Educação à Distância (EAD) pela UFSCAR de 2007 até 2015 no
curso de Educação Musical e professor das classes de Tuba e Eufônio no Centro de
Educação Musical Municipal de Hortolândia de 2008 até 2018.
Como performance, há mais de vinte anos, atua intensamente, tanto de maneira solista
como na estante, em grupos de câmara, orquestras e bandas sinfônicas. Apresenta-se em
recitais de tuba e piano, é tubista do quinteto Bronzes da Amazônia. Foi tubista da
Banda Sinfônica Municipal de Hortolândia, Banda Sinfônica Municipal de Nova
Odessa, Quinteto de Metais Gastando Saliva, a Orquestra Sinfônica Jovem de
Campinas, Orquestra Experimental da Universidade Federal de São Carlos, Orquestra
de Metais e Banda Marcial do Colégio São Carlos, Banda Musical Carlos Gomes e no
Quinteto de Metais Metalmorfose. Também atuou como músico convidado junto a
Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, a Banda Sinfônica de Sumaré e a
Orquestra Filarmônica Brasileira. Apresentou-se como solista à frente da Orquestra
Sinfônica de Sorocaba, Orquestra Comunitária da Unicamp, Banda Sinfônica Municipal
de Hortolândia, Orquestra Sinfônica da Unicamp, Banda Sinfônica Municipal de Nova
Odessa, Orquestra de Metais do Colégio São Carlos e Banda Carlos Gomes.

Co-Anfitrião da Conferência 2021

Solista da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, professor de Tuba/Eufônio e Maestro da Banda Sinfônica da Escola da OSPA, Membro do Quinteto Porto Alegre e Acadêmico Correspondente da Academia Paraense de Música. Já atuou como solista, ou musico convidado, nas principais orquestras do Brasil. Também atua como palestrante em festivais no Brasil, Uruguai e Estados Unidos. Natural de Belém – Pará onde cursou o Bacharelado em música no Conservatório Carlos Gomes. Recebeu varios premios como o Jovem Solista Eleazar de Carvalho e o Prêmio Funarte Circuito de Musica Clássica 2010, que realizou o projeto CONCERTOS TUBA BRASIL, com repertorio de compositores brasileiros em 07 capitais brasileiras com tuba e piano.

wilton.jpg
Wilthon Matos
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • YouTube

Diretor de Conferências